Cuidados na hora de comprar um apartamento

Cuidados na hora de comprar um apartamento

A economia oscila, o modelo de trabalho muda, exemplos de empreendedorismo se multiplicam, famílias reorganizam as finanças, deixam de trocar de carro, mudam seus filhos de escola, adiam viagens ou alteram destinos… O padrão de vida da população pode até se ajustar às turbulências econômicas, mas uma coisa é certa: ter casa própria ou comprar um apartamento ainda ocupa os primeiros lugares na lista de desejos dos brasileiros.

Seja para sair da casa dos pais ou porque é hora de casar e formar uma nova família ou ainda porque o espaço ficou pequeno com a chegada do bebê. Os filhos cresceram, alçaram voos e a casa ficou grande demais? Ou é preciso acolher os pais que já não podem mais morar sozinhos? Não importa o motivo, o fato é que muita gente sonha em ter um lar sob medida para chamar de seu.

Maior investimento da vida

Pesquisas comprovam que, mesmo em cenários de retração da economia, a meta da maioria da população ainda é adquirir uma casa ou comprar um apartamento. Em um levantamento feito há alguns anos por uma empresa especializada em pesquisas de mercado com sede em São Paulo, mais de 85% dos entrevistados disseram, à época, que o maior investimento da vida (a compra da casa própria) representava um sinal de vitória (85%), um prêmio pessoal (87%) e o desejo de sair do aluguel (91%).

Cuidados na hora de comprar um apartamento
Cuidados na hora de comprar um apartamento

Passo a passo na construção do sonho

A decisão está tomada: é hora de comprar um apartamento ou trocar o antigo por um novo. Para garantir que o sonho não vire pesadelo, alguns cuidados são fundamentais. Confira algumas dicas valiosas antes de fechar o negócio.

– Credibilidade da construtora

Antes de qualquer coisa, lembre-se: seu imóvel só será “dos sonhos” se a construtora for séria e competente. Por isso, ao escolher um apartamento, certifique-se de que o negócio será feito com uma empresa idônea, sólida, experiente, com boa reputação no mercado e um histórico irretocável. Pesquise, informe-se, converse com outros clientes, conheça os empreendimentos da empresa e pergunte se foram entregues no prazo. Coloque em prática seu faro de investigador e descubra se há ações judiciais ou queixas contra a construtora, investigue a situação fiscal e contábil, confira se existem débitos federais, estaduais ou municipais, peça referências e observe como a empresa se relaciona com o mercado, os clientes e a sociedade. Não se acanhe. É seu direito certificar-se de que fará negócio com uma empresa de excelente reputação. Na dúvida, cautela!

– Escolha do imóvel

Você confia na construtora e sabe que os apartamentos que ela oferece estão sob medida para as suas necessidades e o seu estilo de vida. Perfeito! Com a certeza de que fará o melhor negócio, a dica agora é conhecer em detalhes todos os projetos e lançamentos da empresa, visitar os condomínios em construção e os apartamentos prontos. Optar por um imóvel na planta ou pronto para morar vai depender apenas da sua pressa em mudar para a nova casa. De qualquer maneira, antes de fazer a escolha, circule pelas ruas no entorno do empreendimento em diferentes horários, observe a vizinhança, a existência de bares ou casas noturnas (o que pode ser bom se você gosta de agito ou um problema se você prefere sossego e tranquilidade). Observe também o trânsito e as distâncias até a padaria, supermercado, farmácia, escolas etc. Tudo isso antes de assinar o contrato, é claro.

– Documentação

Além de estar com a sua documentação pessoal em dia, é importante conferir a documentação do vendedor e do imóvel. Como pessoa jurídica, o vendedor (construtora) deve apresentar inúmeros documentos, entre eles cópias do CNPJ, contrato social, registros na Junta Comercial, certidões negativas da Justiça e de quitação de tributos nas esferas federal, estadual e municipal e, é claro, os documentos relativos ao imóvel, como título de propriedade, certidão negativa de ônus reais, registro e memorial de incorporação, matrícula atualizada, averbação da construção, registros de alienações, plantas baixas e projetos, ART do engenheiro responsável, entre outros. A lista é grande e depende do tipo de imóvel que você escolheu (pronto ou na planta), mas se você tem confiança na construtora e conta com a assessoria de um corretor de imóveis experiente, eles saberão como ajudar a vencer a burocracia.

– Contrato de compra e venda

Tudo segue na mais perfeita ordem e é hora de assinar o contrato. Você já conhece bem a construtora, sabe que está fazendo o melhor negócio e conta com o apoio de um corretor de imóveis de sua inteira confiança, preparado para ajudá-lo na tomada da melhor decisão. Para reforçar o time que vai ajudar você na papelada, busque a consultoria de um advogado especialista em mercado imobiliário. Ele será fundamental para orientá-lo na hora de analisar e assinar o contrato de compra de venda. Lembre-se: assim como os dados básicos do vendedor e comprador, informações como localização do empreendimento, descrição da área, valor do imóvel, formas e fluxos de pagamento (à vista, financiamento via bancos, financiamento direto com a construtora etc), multas, juros, correções e comissão do corretor ou imobiliária – entre outros detalhes essenciais para a lisura do negócio e a tranquilidade das duas partes (vendedor e comprador) – devem constar no documento.

– Na dúvida, persista

Enquanto você tiver qualquer dúvida, a mínima que seja, volte na construtora, ligue para o corretor, consulte seu advogado. Não é vergonha buscar informações complementares até que você tenha total clareza do negócio que está fazendo. Afinal, investimentos de tão grande valor como a compra da casa própria – muitas vezes

feitos uma só vez na vida – não podem ser negligenciados. E não custa lembrar: guarde todos os documentos, comprovantes, anotações, material publicitário e inclusive mensagens trocadas com o corretor de imóveis ou a construtora.

– Leia tudo com calma

A orientação é clara: jamais assine algo sem ler e sem compreender todos os detalhes. Todos sabemos disso, mas quem nunca “passou os olhos” em um documento e assinou? Tenha certeza que este não é o momento para correr riscos. Jamais! Além de analisar minuciosamente o contrato de compra e venda, ler o memorial descritivo de um imóvel na planta é outra regra de ouro. É neste documento que devem constar todas as características definidas pelo construtor, prometidas pelo corretor e “entregues” junto com as chaves.

– Planejamento financeiro

Não basta apenas fazer o planejamento financeiro para a quitação do imóvel. Outras despesas vão surgir ao longo do processo e você precisa estar preparado. O ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) e o custo da Escritura Definitiva de Compra e Venda (em caso de pagamento com recursos próprios) ou da taxa de escritura paga ao banco responsável pelo financiamento são suas responsabilidades, assim como as despesas cartorárias do Registro de Imóveis – no caso de averbação do Contrato de Financiamento ou Escritura Definitiva na matrícula individualizada do imóvel. Vencida a etapa das burocracias e taxas, lembre-se ainda dos custos com a compra do mobiliário, objetos decoração, serviço de mudança etc. Tendo tudo isso em mente e com planejamento financeiro para cada etapa do negócio, a chance de ser pego de surpresa reduz consideravelmente e sua experiência de compra do novo apartamento será gratificante e sem frustrações.

– Visite o local da obra pessoalmente

Parabéns! Você é o proprietário de um novo apartamento. Mas não é porque você comprou um imóvel na planta que deve esperar sentado. Acompanhe atentamente o andamento da obra, passe pelo local com frequência, identifique interrupções ou eventuais atrasos, mantenha-se sempre informado e em contato com a construtora.

– Visita técnica ao imóvel

Se sua opção for a compra de um apartamento pronto, evidentemente você irá visitá-lo antes de fechar o negócio. Leve um engenheiro civil ou arquiteto de sua confiança. Uma boa análise técnica no imóvel vai apontar eventuais problemas futuros. Caso você tenha optado por um imóvel na planta, visite outras obras da construtora com a finalidade de avaliar os materiais e o acabamento utilizados. Outra dica é esperar a entrega do imóvel antes de comprar móveis ou contratar projetos sob medida.

Chegou a hora de decorar a casa nova? A gente pode te ajudar! Confira algumas dicas valiosas:

 

Summary
Review Date
Reviewed Item
Cuidados na hora de comprar um apartamento
Author Rating
51star1star1star1star1star

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *