Retomada no setor da Construção Civil

Retomada no setor da Construção Civil

Eis que estamos em 2018! Às vésperas de fechar o primeiro trimestre do ano, já podemos avaliar com mais clareza se este será, de fato, o tão sonhado divisor de águas na retomada da economia e no reaquecimento do setor da construção civil. Depois de um longo período de crise, em que tivemos que administrar com cautela e sabedoria os negócios, aqui estamos, firmes.

Mas afinal, 2018 será mesmo o ano em que os indicadores voltarão a apresentar um desempenho consistente para a indústria da construção civil? Mesmo sob boas doses de atenção, continuamos acreditando que sim, especialmente em Joinville, uma cidade que apesar das dificuldades conseguiu se manter acima da média em vários aspectos.

Não faltam bons motivos para manter o otimismo. Joinville, um dos maiores polos da construção civil no Estado, representa cerca de 8% do total de empregos. De acordo com o Observatório da Indústria Catarinense, área da Fiesc voltada ao planejamento e ao desenvolvimento estratégico da indústria catarinense, dos mais de 72 mil empregos industriais na cidade, 10,5% são da construção, o que nos permite dizer que a cada dez trabalhadores, um está empregado em nosso setor.

Alguns número na Construção Civil

Além disso, o nível de escolaridade dos profissionais se destaca no município. Somos a cidade com o maior percentual de trabalhadores com escolaridade básica completa: 57,8% contra 54,2% no Estado. Lideramos também quando o assunto é o percentual de trabalhadores em atividades de serviços especializados para construção: 39,6% em Joinville e 30,2% em Santa Catarina.

As boas notícias não param. Enquanto no Estado as mulheres representam 9,7% dos empregos da construção civil, em Joinville o número sobe para 11,8%. Diante deste cenário, é impossível não concordar: estamos, sim, sustentados por pilares sólidos. Podemos voltar a respirar com mais tranquilidade e trazer à pauta das empresas temas como a retomada de novos projetos e o lançamento de empreendimentos em Joinville.

É evidente que Joinville não passou à margem da crise, mas a cidade é, sem dúvidas, um mercado diferenciado e promissor. Vamos renovar os votos de confiança e otimismo que depositamos em 2018. Com dedicação, ética e seriedade, conseguiremos concluir com êxito essa travessia.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Incorposul

Summary
Review Date
Reviewed Item
Retomada no setor da Construção Civil
Author Rating
51star1star1star1star1star